Posso perde uma batalha, mas não desisto da luta


São Paulo, 27 de outubro de 2016, as 00:24.

Bom galera, devido o meu trabalho, e o fato de está sem internet banda larga em casa, as postagem serão um pouco mais demorada, mas continuarei postando. Também continuarei (a medida do possível, é claro) atendendo pedido de postagem. Quer ver alguma postagem aqui no blog, faça o seu pedido por e-mail, pelo meu Facebook, ou por comentários aqui mesmo no blog.
Quero agradecer a todos que tem acompanhado o blog ao longo do tempo, muito obrigado mesmo.

Forte abraço

DJ Dejota



segunda-feira, 1 de abril de 2013

Kool G Rap & DJ Polo - Road To The Riches- 1989


Kool G Rap 

(nascido Nathaniel Wilson em 20 de Julho de 1968), originário de Queens, Nova Iorque, EUA é um dos incontornáveis nomes no que ao Rap diz respeito. É um dos MC's que mais influência teve nas várias gerações de rappers que lhe seguiram. Não só por ser um dos primeiros MC's realmente hardcore, mas também pela sua forma de escrever e rimar. Para além de rimar várias vezes a mesma sílaba num só verso, Kool G Rap rima também diferentes sílabas no mesmo verso. Usando todo o seu lirismo para falar das ruas de Nova Iorque, falar sobre a vida do crime e tudo o que se lhe associa e para evidenciar os seus dotes no storytelling.
Lançou três álbuns em parceria com DJ Polo, o primeiro dos quais em 1989, os músicos já trabalhavam juntos desde 1986. Road To The Riches teve no seu tema homónimo o seu mais bem sucedido single. «It's a Demo» e «Poison», foram outros dos temas que motivaram um bom acolhimento do álbum por parte da crítica. Contudo, e como aconteceria ao longo de toda a carreira de Kool G Rap, o sucesso comercial foi diminuto. O álbum foi inteiramente produzido por Marley Marl, também membro dos Juice Crew, tal como Kool G Rap e DJ Polo.
A dupla regressa um ano depois com Wanted: Dead or Alive. Mais um clássico, mais uma demonstração do lirismo de Kool G Rap. Foi, mais uma vez, bastante bem acolhido pela rítica, não se podendo menosprezar o papel dos excelentes singles «Streets of New York» e «Erase Racism» para esse êxito. «Wanted: Dead or Alive» e «Bad to the Bone» são outras das boas faixas que podemos encontrar neste segundo trabalho do duo. Participam no álbum Biz Markie, Big Daddy Kane, Ant Live, Freddie Foxxx e Large Professor.
1992 marca o lançamento de novo álbum de Kool G Rap & DJ Polo. Live and Let Die conta com produções do próprio Kool G, de Sir Jinx e dos Trackmasters, contando também com participações de Big Daddy Kane, Scarface, Bushwick Bill e Ice Cube. Sem ter alcançado grandes números de vendas, recolheu excelentes impressões e avaliações dos entendidos, bem como dos ouvintos, o que ajudou a cimentar e engrandecer o estatuto de Kool G Rap e o respeito que as ruas tinham por ele. Os maiores sucessos de Live and Let Die foram «On the Run» e «Ill Street Blues». «Live and Let Die» e «Letters» são algumas das boas boas músicas presentes no álbum.
Em 1994 é editado Killer Kuts, uma compilação dos melhores temas lançados pela banda nos seus três álbuns.
Segue-se a estreia a solo de Kool G Rap, que lança aqui o seu último trabalho de originais pela Cold Chillin' Records, com 4,5,6, em 1995. O MC defraudou bastante as expectativas, não evidenciando, como anteriormente, a sua intelegência nas rimas, nem conseguindo construir canções à altura do que o estatuo que atingira lhe obrigava. Kool parecia ter ideias esgotadas, o que se justificava pela frenética actividade discográfica, 3 álbuns em 4 anos, e todos eles de enorme qualidade. Tudo estes factores se traduziram numa avaliação negativa por parte da crítica. Em 4,5,6 participam ainda B1, MF Grimm e Nas. Os foram «Fast Life», com Nas, e «It's a Shame».
Um ano depois é lançada nova compilação de temas de Kool G Rap e DJ Polo. De resto, saíria ainda mais uma compilação com os melhores temas do duo. The Best of Cold Chillin': Kool G Rap & DJ Polo, em 2000.
Depois do fracasso e baixa qualidade demonstrada em 4,5,6, o rapper fez uma pausa de três anos, só reaparecendo em 1998 com Roots of Evil. Agora com distribuição da K-Tel, regressa com um trabalho que, embora não tenha o mesmo nível dos seus trabalhos do início da década, traz o MC revigorado, co melhores letras, melhores músicas e com capacidade para inovar. Podemos ainda ouvir colaborações com Papoose e Jinx, entre outros.
Em 2000 nova compilação dos melhores temas da carreira do MC de Queens. Desta feita editado pela Landspeed Records.
Quatro após o seu último trabalho de originais, somos brindados com The Giancana Story, álbum que nos faz recordar os bons velhos tempos do MC. Um dos nomes mais importantes e respeitados dentro da cena do rap hardcore, apresenta-nos um CD que é a perfeita personificação do estilo. Em The Giancana Story participam também Prodigy, AZ, Nawz, Tito, Joell Ortiz, Havoc, Jinx, G-Wize e Capone-N-Noreaga. O álbum foi editado pela Koch Records.
Click of Respect foi editado em 2003, em colaboração com os 5 Family Click. Não obtendo tanto sucesso como o seu antecessor, o álbum teve como singles «Gully» e «Breaker Breaker».
Recentemente falou-se do possível ingresso de Kool G Rap na G-Unit Records. Com a entrada, para a mesma, dos Mobb Deep e dos M.O.P. já tudo parecia possível. Contudo, o MC chegou a acordo coma Chinga Chang Records, pela qual lançará um álbum inteiramente produzido por DJ Premier. Fonte Wikipédia

Músicas deste disco


1 Road to the Riches 4:48 
2 It's a Demo" (remix) 4:27 
3 Men at Work 5:02 
4 Truly Yours 5:07 
5 Cars 3:07 
6 Trilogy of Terror 2:40 
7 She Loves Me, She Loves Me Not 5:21 
8 Cold Cuts" 3:52 
9 Rhymes I Express 3:47 
10 Poison 4:45 
11 Butcher Shop

Clique aqui ou nas capas para baixar este disco