Posso perde uma batalha, mas não desisto da luta


São Paulo, 27 de outubro de 2016, as 00:24.

Bom galera, devido o meu trabalho, e o fato de está sem internet banda larga em casa, as postagem serão um pouco mais demorada, mas continuarei postando. Também continuarei (a medida do possível, é claro) atendendo pedido de postagem. Quer ver alguma postagem aqui no blog, faça o seu pedido por e-mail, pelo meu Facebook, ou por comentários aqui mesmo no blog.
Quero agradecer a todos que tem acompanhado o blog ao longo do tempo, muito obrigado mesmo.

Forte abraço

DJ Dejota



quinta-feira, 15 de novembro de 2012

Lura - Di Korpu Ku Alma- Audio do DVD disco 1

Lura é uma cantora cabo-verdiana, nascida em Lisboa . Seu envolvimento com o meio artístico começou cedo, com participações em projetos teatrais e corais, mas sua carreira como cantora despontou em 1996, aos vinte e um anos, quando gravou seu primeiro álbum, cuja canção título, Nha Vida, foi um sucesso imediato que lhe rendeu um convite para participar do importante projeto discográfico Red Hot + Lisbon, o qual reuniu grandes nomes da música lusófona. Em1998, acompanhou Cesária Évora, o maior nome da música caboverdeana, em dois importantes projetos: abriu os espetáculos daquela cantora na Expo’98 e participou, em Paris, da série de concertos do projeto ‘Cesária & friends’.

Tendo aprendido o crioulo caboverdeano de seus colegas de escola e de seus familiares, em pouco tempo Lura já era capaz de falar fluentemente e também compor nessa língua-símbolo de Cabo Verde, que hoje a cantora considera como sendo sua língua materna. Em 2002, lançou seu segundo álbum, ‘In Love’, e em novembro de 2003, Lura foi uma das três cantoras escolhidas para o projeto Women of Cape Verde, uma série de concertos realizada no Reino Unido, o que lhe rendeu convites e o lançamento de seus álbuns em diversos países europeus.

Em 2006 lança o album M´bem di fora, bastante aclamado na sua apresentação a 7 de novembro do mesmo ano no clássico Tivoli, uma sala de espetáculos referência de Portugal, em Lisboa. Uma obra mais sóbria onde a artista revela uma maior maturidade musical, conseguindo imprimir o seu cunho pessoal a temas de diversos compositores, onde se destaca o nome de Toy Vieira, director artísco do projecto e compositor de alguns de algumas das suas músicas. Segundo a cantora, é uma homenagem aos migrantes que vem do interior em busca de oportunidades nos grandes centros urbanos. A turnê do álbum incluiu concertos na Turquia, Alemanha, França, Brasil, Espanha, Austrália e Itália. Fonte site = Som Negro – Músicas Africanas e de Influência Africana

Esta postagem é para começar as homenagens pelo 


Dia Nacional Da Consciência Negra- 20 de novembro


Músicas deste CD


01. Tabanka Assigo (Tcheka)
02 NA RI NA (Orlando Pantera/Orlando Pantera)
03. VAZULINA (Zoi)(Orlando Pantera/Orlando Pantera)
04. NHA VIDA (Lura)
05. ÊS BIDA (Orlando Pantera)
06. TÓ MARTINS (Katchas)
07. BATUKU (Orlando Pantera)
08. PADOCE DE CÉU AZUL (Valdemiro Ferreira)
09. OH NÁIA (Lura)
10. SÓ UM CARTINHA (Lura)
11. RABOITA DI RUBON MANEL (Orlando Pantera)
12. TEM UM HORA PA TUDE (Lura – Fernando Andrade)

Clique aqui ou nas capas para baixar este CD