Posso perde uma batalha, mas não desisto da luta


São Paulo, 27 de outubro de 2016, as 00:24.

Bom galera, devido o meu trabalho, e o fato de está sem internet banda larga em casa, as postagem serão um pouco mais demorada, mas continuarei postando. Também continuarei (a medida do possível, é claro) atendendo pedido de postagem. Quer ver alguma postagem aqui no blog, faça o seu pedido por e-mail, pelo meu Facebook, ou por comentários aqui mesmo no blog.
Quero agradecer a todos que tem acompanhado o blog ao longo do tempo, muito obrigado mesmo.

Forte abraço

DJ Dejota



quarta-feira, 6 de fevereiro de 2013

Especial Raggaemuffin

Vamos conhecer um pouco da história

Ragga ou dancehall digital é um gênero de música eletrônica surgido através de influências do dancehall, na Jamaica, em meados dos anos 80, sendo Wayne Smith considerado o primeiro a gravar uma música no estilo ("Under Mi Sleng Teng").
O ragga assemelha-se ao reggae, porém partes da instrumentação (ou a maioria vasta dela) são digitais. O estilo é geralmente associado com o dancehall. “Ragga” é a abreviação para o “raggamuffin,” originalmente um termo usado pela juventude dos guetos de Kingston; Devido aos custos relativamente baixos de ritmos feitos por sintetizadores, o ragga transformou-se na modalidade preferida para muitos produtores jamaicanos, também os permitiu fugir da ideia de “roots”, pois o ragga não precisava ser feito com a mesma fé que os rastafaris usavam para compor um reggae. Embora o ragga seja ligado nas mentes de muitos com o DJ que brinda os cantores com fortes batidas, os cantores dirigem-se freqüentemente a interesses românticos e de rastafari, e os dois estilos vocais são misturados freqüentemente. O primeiro registro do ragga foi em 1985 com a canção de Wayne Smith 1985 "Under Mi Sleng Teng" que foi produzida por King Jammy e composta em torno de um ritmo pré-programado em um teclado Casio MT-40, e seu impacto foi imediato. Durante os anos 90 o ragga continuou firmemente como o som mais popular nos dancehalls jamaicanos. Começou a incorporar técnicas de amostragem do hip-hop, e diversos de seus artistas marcaram batidas do crossover nos Estados Unidos. O ragga foi também uma influência importante na cena original de jungle/drum'n'bass do Reino Unido, porém o ragga não é considerado parte do movimento hip-hop.
Ragga no Brasil

No Brasil, o ragga teve início nos anos 90 nas periferias da Grande São Paulo. Alguns pioneiros nesse estilo no Brasil foram toasters paulistas como Pepeu, Frank Frank, Rica Caveman (da banda Nômade), Grupo Kaya e o curitibano Toaster Eddie. Mesmo sem fazer propriamente o estilo ragga, grupos como Defalla, Skank, Planet Hemp e O Rappa deram uma importante contribuição ao mostrar ao grande público canções com forte influência de ragga.

Atualmente movimento ragga-dancehall brasileiro vem se fortalecendo cada vez mais e sua popularidade cresceu a partir de 2002, principalmente em São Paulo através da Família 7 Velas, e cantores solo como Pump Killa, Arcanjo Ras, Lei Di Dai e Poetiza. São Paulo vem se tornando a capital do ragga nacional com vários cantores,produtores, sound systems e festas dedicadas ao gênero. No Espírito Santo o Ragga vem sendo tocado e cantado nos bailes e festas juntamente com o rap.feito pelo o Raggaman Fabiann Ifrikan ele que é africano naturalizado em São Luis do maranhão e também em São Paulo leva a cultura do ragga dancehall para Vitória-ES fazendo a Festa Ragga Fyah.

Em Salvador existe um movimento muito interessante onde destacam-se o MinistereoPublico (primeiro Soundsystem da Bahia) e a cantora Soraia Drummond que foi premiada em 2010 pelo Rumos Itaú com uma canção que interpreta o poema Navio Negreiro de Castro Alves em Ragga/Dancehall. Importante também no movimento de Ragga/Dancehall soteropolitano, foi o Ital Sound System, residente do Ital Studio de Ras Vicente de Jesus, que trouxe da europa para Salvador fortes influências do New Roots, produzindo o primeiro New Roots mix tape gravado na Bahia, "JAH WIPNESS" com participação de Ital Bispo, Ras Diego, Léo Dub, Daniel Seiva, Ras Ari, Marauak, I jah Well, Zabah Bush. Destaque para a Semente da Paz, banda que maior representa o Reggae/Ragga/Dancehall na cena de Salvador. Fonte Wikipédia


Nesta coletânea coloquei alguns do raggaemuffin que contumo ouvir- DJ Dejota

Músicas do CD

01-Games People Play
02-Go Pato (Remix)
03-Mood For Love
04-Under Some Budda'
05-Long Distance Girl
06-Telephone Love
07-Boombastic
08-Mr.Loverman
09-Strength Of A Woman
10-Housecall
11-In The Summertime
12-Don't Test Me
13-Tell Me Which One
14-Luv Me, Luv Me
15-Angel
16-No on


Clique aqui para baixar o CD