Posso perde uma batalha, mas não desisto da luta


São Paulo, 02 de fevereiro de 2018

Bom dia galera, estou de volta com minhas postagens. Também continuarei (a medida do possível, é claro) atendendo pedido de postagem. Quer ver alguma postagem aqui no blog, faça o seu pedido por e-mail, pelo meu Facebook, ou por comentários aqui mesmo no blog.
Quero agradecer a todos que tem acompanhado o blog ao longo do tempo, muito obrigado mesmo.

Forte abraço

DJ Dejota



quarta-feira, 1 de maio de 2013

Dia Internacional do Trabalho

Para homenagear o "Dia Internacional do Trabalho", duas postagem especiais a todos os trabalhadores brasileiros. Primeiro Benito Di Paula, show gravado ao vivo em 2010, e depois Agepê, com o CD "O Melhor De Agepê"

Benito Di Paula

Benito Di Paula ao vivo- 2009

Uday Veloso ganhou fama nacional com o pseudônimo de Benito di Paula. Nascido em 1941, em Nova Friburgo, RJ, é um dos grandes nomes da canção nacional dos anos 70. Foi crooner de boates do Rio de Janeiro, e depois continuou tocando na noite paulistana. Iniciou carreira pela gravadora Copacabana no início dos anos 70. Seu estilo musical é conhecido como "samba jóia", ao combinar o samba tradicional com piano e arranjos românticos e jazzisticos. Seu primeiro disco "Benito Di Paula" de 1971, foi censurado por trazer a música "Apesar de Você" de Chico Buarque.

Músicas deste CD


 1. Bandeira do Samba
 2. Do Jeito que a Vida Quer / Como Dizia o Mestre
 3. Maria Baiana Maria
 4. Quero Ser Seu Amigo
 5. Assobiar ou Chupar Cana
 6. Se Não for Amor
 7. Osso Duro de Roer
 8. Beleza que é Você Mulher
 9. Pagode da Cigana
 10. Sanfona Branca
 11. Ah! Como Eu Amei
 12. Violão Não se Empresta a Ninguém
 13. Ficar, Ficamos
 14. Mulher Brasileira
 15. Me Dê Motivos
 16. Unidos de Tom Jobim / Citação: Chega de Saudade
 17. Tudo Está no Seu Lugar
 18. Charlie Brown
 19. Retalhos de Cetim

Clique aqui ou nas capas para baixar este CD



Agepê

"CD O Melhor De Agepê"

Antônio Gilson Porfírio, mais conhecido como Agepê (Rio de Janeiro, 10 de agosto de 1942 — 30 de agosto de 1995) foi um cantor brasileiro. O nome artístico decorre da pronúncia fonética das iniciais do nome verdadeiro "AGP".
Antes da fama, trabalhou como transportador de bagagem onde era conhecido como Ripinha e também foi técnico projetista da extinta Telerj, a que abandonaria para se dedicar à carreira artística. A carreira fonográfica teve início em 1975 quando lançou o compacto com a canção Moro onde não mora ninguém, primeiro sucesso dele, que seria regravada posteriormente por Wando, nove anos depois, lançou o sucesso estrondoso Deixa eu te amar, que fez parte da trilha sonora da telenovela Vereda Tropical, de Carlos Lombardi. O disco Mistura Brasileira, que continha esta canção, foi o primeiro disco de samba a ultrapassar a marca de um milhão de cópias vendidas (vendeu um milhão e meio de cópias). A carreira destacou-se por um estilo mais romântico, sensual e comercial, em que fez escola.
Foi integrante da ala dos compositores da Portela, contendo um repertório eclético, composto principalmente por baião e teve no compositor Canário o mais frequente parceiro. Na sua voz tornaram-se consagradas inúmeras composições da autoria, como Menina dos cabelos longos, Cheiro de primavera, Me leva, Moça criança dentre outras. Também regravou "Cama e Mesa", de Roberto Carlos e Erasmo Carlos, com grande sucesso.

Músicas deste CD


1 - Deixa Eu Te Amar 
2 - Diz Que Me Ama 
3 - Virou Mania 
4 - Minha Querência 
5 - Me Leva 
6 - Dona Do Meu Ser 
7 - Louca 
8 - Ninguem Faz Amor Como Voce 
9 - Quem Me Olha Te Vê 
10 - Te Amor É Bom 
11 - Um Grande Amor Nunca Termina 
12 - Amor Atrevido 
13 - De Todas As Formas 
14 - Feira De Mangaio 
15 - Mocça Criança 
16 - Menina De Cabelos Longos 
17 - Arrebeol 
18 - A Mercê Do Teu Amor 
19 - Moro Onde Não Mora Ninguem 
20 - Ela Não Gosta De Mim 
21 - Explode

Clique aqui ou nas capas para baixar este CD