Posso perde uma batalha, mas não desisto da luta


Quem puder, clique em um dos anúcios que aparecem abaixo das postagem, ou na lateral do blog, não é preciso comprar nada, mas só o fato de clicar já ajuda o blog a manter as atividades. Obrigado pela visita, baixe os CDs, e curta as músicas, muito obrigado mesmo.

Forte abraço

DJ Dejota



terça-feira, 20 de fevereiro de 2024

Deborahe Glasgow - 1989

Deborahe Elizabeth Glasgow (19 de janeiro de 1966 - 25 de janeiro de 1994) foi uma cantora de rock inglesa de ascendência guianense, que atuou desde o final dos anos 1970 até o início dos anos 1990. Embora Glasgow tenha lançado apenas um álbum em sua vida, Deborahe Glasgow, de 1989 , ela começou a lançar singles na adolescência. Ela é talvez mais conhecida por seu dueto com Shabba Ranks em uma música inicialmente lançada como "Champion Lover" em seu álbum homônimo, mas recortada por Ranks como " Mr. Loverman " em 1990.

Glasgow nasceu em Londres em 1965, gravando seu primeiro single "Fallin' in Love" (como Debbie G) em meados da adolescência para o selo Ariwa do produtor Mad Professor. Ela conquistou seguidores entre os londrinos negros trabalhando no circuito de sistema de som local. Isso levou a um contrato de gravação com a subsidiária Bubblers da Greensleeves Records e a uma série de singles populares, incluindo "Knight in Shining Armour", "When Somebody Loves You Back" e "Don't Stay Away". 

Uma colaboração de álbum na Jamaica em 1989 com o produtor de dancehall Augustus "Gussie" Clarke , apoiada em muitas faixas por Steely & Cleevie, provou ser o destaque da curta carreira de Glasgow e "fez de seu nome uma lenda". A coleção de canções resultante é representativa do gênero Lovers rock é descrita por alguns críticos como "o melhor álbum de Lovers Rock já gravado". "Champion Lover" revelou um som atipicamente duro, com o mix de 12" "Sex" da faixa representando um movimento em direção ao dancehall e sentimentos que eram menos inocentes em conteúdo do que outras gravações de Glasgow. Em 1990, Shabba Ranks versionou "Champion Lover" sob o novo título "Mr. Loverman" em seu álbum Rappin' with the Ladies . Quatro anos depois, após a morte precoce de Glasgow, ele regravou a música, desta vez com Chevelle Franklin como cantora, e esta versão se tornou um sucesso mundial.

No início da década de 1990, Glasgow colaborou brevemente com General Lee, resultando nas faixas "Weak" e "Knocking the Boots". No entanto, além de algum trabalho lucrativo em jingles publicitários, sua carreira musical estava em grande parte adormecida. Em vez disso, ela optou por dedicar mais tempo às necessidades de sua jovem família. Ela foi diagnosticada com câncer linfático , cujas complicações acabaram por custar sua vida. Ela morreu em Wandsworth , sul de Londres, em 25 de janeiro de 1994, de hemorragia cerebral , aos vinte e nove anos. Uma turnê de memória que passou por Londres, Birmingham e Manchester ocorreu para ajudar a arrecadar fundos para seus quatro filhos sobreviventes.

No CD original são 11 faixas, aqui adicionei mais 03.


Quem puder, clique em um dos anúncios que aparecem abaixo das postagens, ou na lateral do blog, não é preciso comprar nada, mas só o fato de clicar já ajuda o blog a manter as atividades, trazendo sempre os melhores arquivos. Obrigado pela visita, baixe o CD, e curta as músicas. Dejota.


Músicas deste CD


01 Give Me That Touch (The Touch Up Mix) 6:32
02 Best Friend 3:51
03 Perfect Situation (The Perfect Mix) Featuring – Beres Hammond 6:20
04 This Love 4:17
05 Hooked On This Feeling 3:59
06 Don't Test Me (The Don't Test It Mix) 6:24
07 Fantasy Becomes Reality 4:02
08 I Know You're Cheating 3:56
09 Champion Lover (The Champion Mix) 5:59
10 Unconditionally 4:02
11 Champion Lover (The Sex Mix)
12 Weak (Lovers-Rock Version)
13 Lonely Heart
14 The First




Whoever can, click on one of the ads that appear below the posts, or on the side of the blog, there is no need to buy anything, but just clicking already helps the blog keep its activities, always bringing the best files. Thanks for visiting, download the CD, and enjoy the songs. Dejota.

segunda-feira, 19 de fevereiro de 2024

Michael Brunings- Singing in honor of the king - 2024

Mitchell Brunings é um músico holandês conhecido por sua semelhança vocal com Bob Marley,

Começou sua jornada musical enquanto trabalhava como enfermeiro em um hospital psiquiátrico na Holanda.

Brunings foi membro de uma banda de tributo a Bob Marley de sucesso na Holanda. No entanto, ele chamou a atenção mundial em 2013, quando fez o teste para a quarta temporada da popular competição de canto na TV The Voice of Holland .

Durante sua audição às cegas, Brunings cativou o público com sua interpretação da icônica Redemption Song de Bob Marley . com um clipe de sua audição no YouTube se tornando viral.

Brunings terminou a competição como vice-campeão daquela temporada.

Em 2015, Mitchell Brunings foi abordado para interpretar o papel principal no musical One Love: The Bob Marley Musical . Dirigida por Kwame Kwei-Armah , a produção mergulhou na vida e na música de Bob Marley.

Apesar de não ter experiência anterior como ator, Brunings foi escolhido para o papel devido à sua semelhança vocal com Bob Marley.

O musical estreou em Baltimore em 6 de maio de 2015, e apresentava muitas das canções mais populares de Marley.

Em 2022, Mitchell Brunings juntou-se ao The Wailers como seu novo vocalista principal. The Wailers sendo uma banda spinoff do Bob Marley and the Wailers original , que foi formada em 1989 pelo baixista original do grupo, Aston "Familyman" Barrett .


Despois de muito tempo sem postar nada, finalmente estou de volta. Tive diversos problemas pessoais, e precisei me ausentar do blog por um tempo. Resolvi postar essa seleção por causa do filme ONE LOVE, que estreiou nos cinemas aqui do Brasil no dia 12 de fevereiro de 2024, e também por causa do grande respeito que tenho pela obra, e pela pessoa do Bob Marley, por sua fé, e sua mensagem de paz.  Dejota


A partir desse arquivo, os links serão também do Google Driver, pois verifiquei que minha conta no mega não existe mais, acredito que seja pelo fato dele agora ser pago. Aqui no blog continua sendo tudo de graça, mas caso queiram ajudar, só precisa clicar em algum anúncio, não precisa comprar nada.


Músicas deste CD


01- Intro (Live)

02- Survival (Live)

03- Zimbabwe (Live)

04- Top Rankin (Live)

05- Ride Natty Ride (Live)

06- Ambush in the Night (Live)

07- Wake Up and Live (Live)

08- So Much Trouble in the World (Live)

09- One Drop (Live)

10- Africa Unite (Live)

11- Redemption Song (Bonus Track) (Live)

12- Arms Of A Woman

13- Human Nature

14- Many Rivers To Cross


Clique aqui ou nas capas para baixar (MEGA)


Clique aqui ou nas capas para baixar (Google Drive)


quarta-feira, 16 de agosto de 2023

grupo Pé de Moleque - Mais Que Amigo 1993

O grupo Pé de Moleque tem origem na região do Jabaquara, Zona Sul de São Paulo em 1990. Quando uns amigos que andavam juntos na escola e dançavam break resolveram montar um grupo de samba. E frequentando do outro lado da cidade, as tardes de pagode no Camisa Verde e Branco a inspiração falou mais alto e ali encontraram o ambiente propício para levar a ideia adiante. A primeira gravação foi em 1991 , uma faixa no LP/coletânea do Choppapo. A música em questão era a Carente de Paz composição de Helder Celso/Rogerinho, aliás o grupo já havia ganhado um festival no Festival do Botequim do Camisa. A coletânea do Choppapo era uma daquelas bem fortes,  com vários grupos bons como Exaltasamba e Katinguelê. O Pé de Moleque foi um dos que se destacou e se apresentou por vários locais em São Paulo. 

Em 1993 veio a chance de gravar um solo, pela até então recente gravadora, Paradoxx Music. Lançaram  o LP “Mais Que Amigo” e logo de primeira causaram uma ótima impressão. Diretamente do Studio 464 no Rio de Janeiro com arranjos de Mauro Diniz e o resultado ficou muito bom. O blog dimiliduques põe mais esse tesouro do pagode noventista a disposição.

Na capa o figurino foi bem colorido com camisões que na época eram a moda da juventude pagodeira. Fotos do saudoso Aki Morechita que fez várias capas não só de pagode mas de sertanejos nessa época (Leandro e Leonardo por exemplo). O design foi do Luiz Cordeiro o famoso Katmandu. E até os cabelos tiveram a mão dos salões do Toninho Black Power um dos pioneiros das grandes galerias em São Paulo (Rua 24 de Maio).

Se liga no time de feras como músicos. O arranjador Mauro Diniz também tocou banjo, cavaco e violão, Helder Celso no cavaco, Jorge Simas violão de 7 cordas, Bororó contrabaixo, Lobão Ramos nos teclados, Jorge Gomes na bateria,  Felipe D’angola surdo e percussão, Mokita no pandeiro, Reinaldo Batera no repique e percussão e  Macalé percussão. 

Na época da gravação o grupo era formado por Helder Celso (vocal e cavaco), Mokita (pandeiro), Rogerinho (tamborim), Odair Odamoleque (timba), Josenario Mascarenhas (violão de 6), Pelé (surdo) e Nikimba (reco). Uma curiosidade é que os integrantes Mokita e Helder Celso (na época ainda Elder), são filhos do locutor Moisés da Rocha, grande defensor do samba na rádio USP FM de São Paulo.

Destaques para as músicas Mais que Amigo (Mokita/Helder Celso/Rogerinho/Nikimba) Tá na Hora (regravação do swingueiro Bedeu), Por Onde Ir (Mokita/Helder Celso), Carente de Paz (Helder Celso/Rogerinho) aqui com um arranjo um pouco modificado. Mas o LP inteiro é de bom gosto, incluindo as faixas; Fundamentos do Amor (Adilson Bispo/Borracha/Pelezinho) , Nas Pegadas de Um Amor (Mauro Diniz), Pra Que Sentir Solidão (Helder Celso/Rogerinho) e os partidos Festa na Cozinha (Juninho/Salgadinho/Papacaça/Dal), Luz da Poesia (Helder Celso/Chiquinho dos santos) /Meu Sambista Meu Amigo (Carica/Soró/Luizinho SP) e Velhos Arvoredos (essa última do grande sambista Wilson Moreira).

O grupo ainda lançou mais um ótimo CD intitulado Um Novo Olhar em 1996. E fez parte dos grandes do pagode, até metade dos anos 2000 ainda fazia shows mas depois disso o grupo deu uma parada.


Agradescimento ao meu parceiro Arnaldo King, e demais brother do grupo AMIGOS DA BLACK MUSIC, de onde essa postagem foi tirada para a alegria de todos que curtem o blog.


Quem puder, clique em um dos anúncios que aparecem abaixo das postagens, ou na lateral do blog, não é preciso comprar nada, mas só o fato de clicar já ajuda o blog a manter as atividades, trazendo sempre os melhores arquivos. Obrigado pela visita, baixe o CD, e curta as músicas. Dejota.


Músicas deste CD


01:Fundamentos do amor

02: Nas pegadas de um amor 

03: Luz da poesia

04: Pra que sentir solidão

05: Velhos arvoredos

06: Mais que amigo

07: Por onde ir

08: Tá na hra

09: Festa na cozinha

10: Carente de pão

11: Mil cançõ


Clique aqui ou nas capas para baixar (MEGA)


Whoever can, click on one of the ads that appear below the posts, or on the side of the blog, there is no need to buy anything, but just clicking already helps the blog keep its activities, always bringing the best files. Thanks for visiting, download the CD, and enjoy the songs. Dejota.

I Got My Mojo Working- Special

" Got My Mojo Working " é uma canção de blues escrita por Preston "Red" Foster e gravada pela primeira vez pela cantora de R&B Ann Cole em 1956. A letra de Foster descreve vários amuletos ou talismãs , chamados mojo , que estão associados ao hoodoo , um antigo afro-americano sistema de crenças da magia popular.


Em 1957, Muddy Waters lançou a música com algumas letras diferentes e um novo arranjo musical. Foi uma característica de suas apresentações ao longo de sua carreira, com uma versão ao vivo gravada em 1960 apontada como a mais conhecida. A interpretação de Waters recebeu vários prêmios e também foi reconhecida por várias organizações e publicações. Como um padrão de blues , foi gravado por vários blues e outros artistas.

Enquanto a versão de Cole de "Got My Mojo Working" reflete mais um estilo doo-wop , Muddy Waters enfatiza um ritmo de direção. O crítico do AllMusic, Matthew Greenwald, também observa o ritmo da música: "Um ritmo robusto de jump blues e andamento conduzem a música, enquanto uma progressão básica de acordes 1/4/5 define a melodia. O encontro desses dois estilos é a base para o gênero rock & roll e torna a música uma das mais influentes." 


Waters usou muitas das letras de Foster, mas acrescentou uma referência à aquisição de um mojo de sua canção de 1950 "Louisiana Blues": "Estou indo para Nova Orleans, me dê uma mão mojo, estou 'no show todas vocês, mulheres bonitas, sim, como tratar seu amor". Sua popular canção de 1954, " Hoochie Coochie Man ", escrita por Willie Dixon , também menciona um mojo.


Waters gravou a música em 1º de dezembro de 1956, para a Chess Records em Chicago. Tanto Little Walter quanto James Cotton foram mencionados como fornecedores das partes da gaita.


"Got My Mojo Working" foi uma característica das apresentações ao vivo de Muddy Waters ao longo dos anos, com uma versão popular aparecendo em seu álbum At Newport 1960 . Escrevendo para a Blues Foundation , quando a música foi reconhecida como um "clássico da gravação de blues" em 1984, o historiador de blues Jim O'Neal observou que "a versão em duas partes que garantiu o renome da música estava no inovador LP Muddy gravado ao vivo no Newport Jazz Festival em 1960." Ele também chamou a música de "um padrão em inúmeros repertórios de bandas de blues". A versão de Waters está incluída na lista das 500 melhores canções de todos os tempos da Rolling Stone, no número 202. Em 1999, recebeu o Grammy Hall of Fame Award e é identificada como uma das " Canções do Século " pela RIAA


Aqui no Brasil ela foi imortalizada na voz de Jimmy Smith, sempre presentas nos bailes dos anos 70,80,90, e nos dias de hoje. Também foi acrescentado a letra “I”, fazendo com que o nome da música seja muitas vezes escrita de forma errada, o que para muitos passou a ser a certa, sendo escrita “I Got My Mojo Working”. Assim nessa coletânea eu resolvi deixar da forma que conheci e vi pela primeira vez.


Quem puder, clique em um dos anúncios que aparecem abaixo das postagens, ou na lateral do blog, não é preciso comprar nada, mas só o fato de clicar já ajuda o blog a manter as atividades, trazendo sempre os melhores arquivos. Obrigado pela visita, baixe o CD, e curta as músicas. Dejota.


Músicas deste CD


01 I Got My Mojo Working- Jimmy Smith

02 I Got My Mojo Working- Otis Spann

03 I Got My Mojo Working- Nine Bilow Zero

04 I Got My Mojo Working- Etta James

05 I Got My Mojo Working- Ann Cole

06 I Got My Mojo Working- The Shadows Of Knight

07 I Got My Mojo Working- Clarence "Gatemouth" Brown

08 I Got My Mojo Working- Johnny Winter

09 I Got My Mojo Working- Mojo Blues Band

10 I Got My Mojo Working- Muddy Waters

11 I Got My Mojo Working (Instrumental)- Sixty Melody


Clique aqui ou nas capas para baixar (MEGA)


Whoever can, click on one of the ads that appear below the posts, or on the side of the blog, there is no need to buy anything, but just clicking already helps the blog keep its activities, always bringing the best files. Thanks for visiting, download the CD, and enjoy the songs. Dejota.


terça-feira, 8 de agosto de 2023

Sylvio Mazzucca- Um Baile - 1970

Apesar de esquecido pela memória brasileira, Sylvio Mazzucca foi um grande maestro e marcou seu nome na música brasileira. Aos 12 anos já era pianista e aos 23 atuava como regente. Sua primeira orquestra foi organizada nos anos 1940 e se destacou nas décadas seguintes gravando discos, participando de programas de TV e rádio e, principalmente, se apresentando em bailes de formatura, debutantes e  festas em geral realizadas na cidade de São Paulo.

Seu período de ouro ocorreu nos anos 1950, época das famosas “big bands” americanas e dos bailes para se “dançar a dois”. Nesse período áureo, sua orquestra ganhou diversos prêmios e lançou vários álbuns.

A partir da metade da metade dos anos 1960, as orquestras desse estilo perderam fôlego na preferência popular. Elas foram perdendo público com o surgimento de novos movimentos musicais, como por exemplo, no Brasil, a Jovem Guarda, bem como as naturais mudanças comportamentais dos jovens daquela época.

Mesmo assim, até os anos 1990, Sylvio Mazzucca e orquestra continuaram atuando em turnês por diversos pontos do país e participando nos arranjos e gravações de discos de outros artistas. Atuou por mais de 50 anos no cenário musical brasileiro.

Seus principais álbuns foram: Chegou a música (1955), Baile de formatura (1956), Baile do samba (1960), Baile de sucessos (1961), Let's dance (1964), Baile com (1970), Varig - Conheça o Brasil (1972).


Quem puder, clique em um dos anúncios que aparecem abaixo das postagens, ou na lateral do blog, não é preciso comprar nada, mas só o fato de clicar já ajuda o blog a manter as atividades, trazendo sempre os melhores arquivos. Obrigado pela visita, baixe o CD, e curta as músicas. Dejota.


Músicas deste CD


01. Raindrops keep fallin' on my head

02. País tropical

03. Smile a little smile for me

04. Ti voglio tanto bene

05. Everybody's talkin

06. Take a letter, Maria

07. Goin' out of my head / Color of my love

08. Foi um rio que passou em minha vida / Pena verde

09. A minute of your time / Hello Mona Lisa

10. Criola / Que pena

11. Venus / I've been hurt

12. Superstar / Jingle jangle


Clique aqui ou nas capas para baixar (MEGA)


Whoever can, click on one of the ads that appear below the posts, or on the side of the blog, there is no need to buy anything, but just clicking already helps the blog keep its activities, always bringing the best files. Thanks for visiting, download the CD, and enjoy the songs. Dejota.


segunda-feira, 7 de agosto de 2023

Sylvio Mazzucca E Sua Orquestra – Baile De Samba- 1960

Sylvio Mazzucca

Nascido no bairro do Bexiga, o maestro começou a tocar piano aos 6 anos. Aos 12, já se apresentava como membro de uma orquestra. O artista liderou sua própria orquestra por mais de 50 anos, sendo atração de bailes da noite paulistana nos anos 50 e 60.

Passou pelas rádios Tupi e Bandeirantes e, em 62, foi para a TV Excelsior, onde participou dos clássicos festivais de música brasileira apresentados na emissora. Também trabalhou na TV Bandeirantes e em diversos programas de outras emissoras, na época em que tudo era feito ao vivo.

Tinha dois filhos, Francisco Sylvio de Oliveira Mazzucca, diretor da Escola de Administração da Fundação Getúlio Vargas, e contrabaixista Sylvio Mazzucca Jr.


Quem puder, clique em um dos anúncios que aparecem abaixo das postagens, ou na lateral do blog, não é preciso comprar nada, mas só o fato de clicar já ajuda o blog a manter as atividades, trazendo sempre os melhores arquivos. Obrigado pela visita, baixe o CD, e curta as músicas. Dejota.


Músicas deste CD


01 Exaltação à Bahia/ Olhos Verdes

02 O Orvalho Vem Caindo/ Implorar

03 Ai Que Saudades Da Amélia/ Mulata Assanhada

04 Helena...Helena/ Já Não és Mais Aquela

05 Feitiço Da Vila/ Palpite Infeliz

06 Promessa/ Feitiçaria

07 Aquarela Do Brasil/ Rio De Janeiro

08 Cabelos Brancos/ Caminhemos

09 Favela/ Agora é Cinza

10 Samba Carioca/ Rio

11 Canta Brasil/ Onde O Céu é Mais Azul

12 Lá Vem A Baiana/Maracangalha


Clique aqui ou nas capas para baixar (MEGA)


Whoever can, click on one of the ads that appear below the posts, or on the side of the blog, there is no need to buy anything, but just clicking already helps the blog keep its activities, always bringing the best files. Thanks for visiting, download the CD, and enjoy the songs. Dejota.

sexta-feira, 4 de agosto de 2023

Los Tijuana Five - 1967

Na segunda metade dos anos 60, nasceu em Tijuana esse grupo, que ganhou reconhecimento por sua interpretação precisa de covers em inglês dos grupos da chamada onda inglesa. Era comum ver lugares esgotados como Flamingo's Drive ou Mike's a Go Go, quando eram anunciados em suas marquises. Depois de tocar no programa de televisão "El club de las estrellas", eles chamaram a atenção da Discos Capitol, com quem gravaram seu primeiro e único álbum autointitulado em 1967. 

A música "Dime" era a mais tocada nas rádios da época. Fernando Vahauks tocou bateria no álbum, juntando-se formalmente ao grupo desde que Jorge Luján havia deixado a banda. Nesse mesmo ano saíram dois EPs com músicas do LP: "Los Tijuana Five" e "Ya no espero". O dono do Mike's a Go Go, Miguel León, os levou para a Cidade do México, onde ficaram alguns meses tocando em vários cafés cantores, triunfando no "A Plane du Soleil", que ficava no cruzamento da Insurgentes com a Reforma. Em uma viagem que fizeram ao porto de Acapulco, sofreram um acidente de carro, ferindo alguns integrantes da banda. Isso os fez voltar para Tijuana e parar de jogar por algum tempo. O que a princípio foi visto como um acontecimento infeliz, na verdade, tornou-se a chance de experimentar novas ideias e composições. Incorporaram instrumentos como a cítara, o koto e a gaita de foles, seduzidos pela psicodelia e hipsterismo predominantes. Além disso, após a fusão do álbum, a fama do álbum se espalhou por todo o país, o que se traduziu em trabalho e um constante ir e vir à Cidade do México.

Em 9 de março de 1969, eles abriram o show para The Byrds no estádio Ciudad de los Deportes, que atualmente é o Blue Stadium. Também foi anunciado o grupo Union Gap, que não jogou devido à má organização do evento. Isso causou distúrbios no público presente. O resultado foi um escândalo na mídia. "A corrida ensinou o bronze", dizia a manchete de algum jornal do dia seguinte.

Em uma ocasião, enquanto tocavam no Mike's a Go Go em sua cidade natal, Alfredo Calles foi abordado e graças às boas credenciais de Calles, eles viajaram para os Estados Unidos, onde tocaram em grandes salões de sua propriedade; em seguida, levou-os à Cidade do México para se prepararem, pois seriam o grupo de funcionários de uma boate que estava prestes a abrir em Acapulco, o Tiberios. Mudou sua imagem e definiu seu repertório. Após um mês de preparativos e ensaios, eles se mudaram para o porto. Esta inauguração contou com a presença de todo tipo de celebridades do México e dos Estados Unidos, como Tony Curtis, Yul Brynner e María Félix. Calles deu-lhes um bom salário e viveram confortavelmente.

O que a princípio parecia uma ótima oportunidade de trabalho, com o tempo se tornou um trabalho tedioso para alguns, e surgiram divergências. Em 1970, os irmãos Barajas decidiram voltar para Tijuana e formaram o grupo Apocalipsis. Os membros que ficaram no porto se tornaram o Exército do Amor.


Quem puder, clique em um dos anúncios que aparecem abaixo das postagens, ou na lateral do blog, não é preciso comprar nada, mas só o fato de clicar já ajuda o blog a manter as atividades, trazendo sempre os melhores arquivos. Obrigado pela visita, baixe o CD, e curta as músicas. Dejota.


Músicas deste CD


01 No Me Critiques (Don't Bring Me Down)

02 Mi Auto Puedes Manejar

03 Jenny, Jenny

04 Ya Nunca Mas

05 Dime

06 Aqui, Alla Y En Todas Partes

07 Un Poquito De Mi Un Poquito De Ti

08 Esta Muy Bien

09 Sueños De California

10 Ya No Espero


Clique aqui ou nas capas para baixar (MEGA)


Whoever can, click on one of the ads that appear below the posts, or on the side of the blog, there is no need to buy anything, but just clicking already helps the blog keep its activities, always bringing the best files. Thanks for visiting, download the CD, and enjoy the songs. Dejota.


Los Rockin Devil's - 1964

Los Rockin Devil's estava entre os primeiros exércitos líricos na fronteira da revolução mexicana. A banda foi formada em Tijuana em 1962, com uma série de integrantes de várias partes do país. Os membros originais incluíamFrancisco Estrada(vocal), Jesús Olivas (vocal),Jaime Gonzalez Castellanos(órgão e piano),Elias Amabilis Palma(guitarra),Miguel Angel Osuna(baixo), Jose Luis Villanueva (bateria), Francisco Campos ( saxofone), Juan Campos (trompete) e seus membros mais jovensBlanca Estrada(vocal) eIrma Estrada(vocal), respectivamente. No primeiro ano após o lançamento do primeiro vinil, a banda foi reformulada comAlejandro Robles (bateria) e Victor Mariano Rojas (saxofone). A certa altura, o grupo também incluiu participantes como Guillermo Barajas, Memo Méndez Landeros e Esteban Ríos. Como todas as bandas, Los Rockin Devil's começou como uma banda de garagem, mas cresceu em popularidade conforme o grupo tocava em festas, shows e vários outros eventos locais. Não demorou muito para que os pedidos regulares chegassem para que o fascinante conjunto tocasse profissionalmente. Los Rockin Devil's freqüentemente tocava nas casas noturnas de Tijuana, assim como fazia muitas turnês pelo país


Quem puder, clique em um dos anúncios que aparecem abaixo das postagens, ou na lateral do blog, não é preciso comprar nada, mas só o fato de clicar já ajuda o blog a manter as atividades, trazendo sempre os melhores arquivos. Obrigado pela visita, baixe o CD, e curta as músicas. Dejota.


Músicas deste CD


01 Sospechas

02 No Tengo Edad Para Amarte

03 Al Cielo Ire

04 Solo Un Amor

05 Sandillero

06 Mi Amor Lollipop

07 Noche Dime Tu

08 Todas Son Mis Primas

09 Mi Cielito

10 Vestido Blanco

11 No Digas Mas

12 Lucila


Clique aqui ou nas capas para baixar (MEGA)


Whoever can, click on one of the ads that appear below the posts, or on the side of the blog, there is no need to buy anything, but just clicking already helps the blog keep its activities, always bringing the best files. Thanks for visiting, download the CD, and enjoy the songs. Dejota.

quinta-feira, 3 de agosto de 2023

A Tribe Called Quesd- People's Instinctive Travels and the Paths of Rhythm- 1990

People's Instinctive Travels and the Paths of Rhythm é o primeiro álbum de estúdio do grupo americano de hip hop A Tribe Called Quest , lançado em 10 de abril de 1990 pela Jive Records . Depois de formar o coletivo Native Tongues e colaborar em vários projetos, A Tribe Called Quest começou a gravar sessões para People's Instinctive Travels no final de 1989 no Calliope Studios com conclusão alcançada no início de 1990. A produção descontraída do álbum abrangeu uma gama diversificada de amostras que funcionaram como um modelo para as letras pouco ortodoxas do grupo.

People's Instinctive Travels and the Paths of Rhythm foi aclamado por críticos musicais profissionais e pela comunidade hip hop no lançamento, e acabou sendo certificado ouro nos Estados Unidos em 19 de janeiro de 1996. Seu reconhecimento se estendeu ao longo dos anos, pois é amplamente considerado um álbum central no hip hop alternativo com sua produção e lirismo não convencionais. Também é creditado por influenciar muitos artistas do hip hop e do R&B. Em um artigo comemorativo para a XXL , Michael Blair escreveu que " People's Instinctive Travels and the Paths of Rhythm foi imensamente inovador e manterá eternamente sua relevância dentro da cultura e construção do hip-hop".


Quem puder, clique em um dos anúncios que aparecem abaixo das postagens, ou na lateral do blog, não é preciso comprar nada, mas só o fato de clicar já ajuda o blog a manter as atividades, trazendo sempre os melhores arquivos. Obrigado pela visita, baixe o CD, e curta as músicas. Dejota.


Músicas deste CD


01 Push It Along

02 Luck Of Lucien

03 After Hours

04 Footprints

05 I Left My Wallet In El Segundo

06 Pubic Enemy

07 Bonita Applebum

08 Can I Kick It?

09 outhful Expression

10 Rhythm (Devoted To The Art Of Moving Butts)

11 Mr. Muhammad

12 Ham 'N' Eggs

13 Go Ahead In The Rain

14 Description Of A Fool

15 Footprints (Remix ft. Ceelo Green)

16 Bonita Applebum (Pharrell Williams Remix)

17 Can I Kick It (J.Cole Remix)


Clique aqui ou nas capas para baixar (MEGA)


Whoever can, click on one of the ads that appear below the posts, or on the side of the blog, there is no need to buy anything, but just clicking already helps the blog keep its activities, always bringing the best files. Thanks for visiting, download the CD, and enjoy the songs. Dejota.


quarta-feira, 2 de agosto de 2023

Gato - O Pulo do Gato- 1967

O guitarrista e compositor de rock brasileiro José Provetti, também conhecido como "Gato", nasceu em Valparaíso, São Paulo (7 de janeiro de 1941) e morreu no Rio de Janeiro (31 de janeiro de 1996), vítima de um derrame. Gato é mais conhecido como membro do lendário grupo de rock brasileiro The Jet Blacks (de 1961 a 1966). Também tocou e gravou com os famosos cantores Roberto Carlos, Sérgio Reis e Celly Campelo, entre outros.


Quem puder, clique em um dos anúncios que aparecem abaixo das postagens, ou na lateral do blog, não é preciso comprar nada, mas só o fato de clicar já ajuda o blog a manter as atividades, trazendo sempre os melhores arquivos. Obrigado pela visita, baixe o CD, e curta as músicas. Dejota.


Músicas deste CD


01 See You In September

02 Guantanamera

03 Black Is Black

04 Gatinha Manhosa

05 Bus Stop

06 Sunny

07 Love Me Please Love Me

08 Namoradinha De Um Amigo Meu

09 Quando Dico Che Ti Amo

10 Winchester Cathedral

11 Piangi Con Me

12 As Tears Go By


Clique aqui ou nas capas para baixar (MEGA)


Whoever can, click on one of the ads that appear below the posts, or on the side of the blog, there is no need to buy anything, but just clicking already helps the blog keep its activities, always bringing the best files. Thanks for visiting, download the CD, and enjoy the songs. Dejota.