Posso perde uma batalha, mas não desisto da luta


São Paulo, 27 de outubro de 2016, as 00:24.

Bom galera, devido o meu trabalho, e o fato de está sem internet banda larga em casa, as postagem serão um pouco mais demorada, mas continuarei postando. Também continuarei (a medida do possível, é claro) atendendo pedido de postagem. Quer ver alguma postagem aqui no blog, faça o seu pedido por e-mail, pelo meu Facebook, ou por comentários aqui mesmo no blog.
Quero agradecer a todos que tem acompanhado o blog ao longo do tempo, muito obrigado mesmo.

Forte abraço

DJ Dejota



quarta-feira, 30 de maio de 2012

Tanya Stephens - Too Hype- 1998

Vivienne Tanya Stephens , mais conhecida pelo seu nome artístico de Tanya Stephens (nascida em 02 de julho de 1973, Kingston, Jamaica ) é uma influente artista reggae que surgiu no final dos anos 1990. Stephens é mais conhecida por seus hits "Yuh Nuh Ready Fi Dis Yet" - o single mais tarde foi apresentado na coletânea Reggae Gold 1997 - e "It's a Pity", que deu a Tanya reconhecimento internacional.

Músicas deste CD

01. Yu Nuh Ready Fi Dis Yet
02. Too Hype
03. Goggle T
04. Mi And Mi God
05. Nuff Man Flop
06. Better Work
07. Big Heavy Gal
08. Friends
09. Hang Ups
10. Big Tings Ah Gwan
11. Good Man 

Para baixar este CD clique aqui ou nas capas

segunda-feira, 28 de maio de 2012

Sergio Mendes - Timeless (2006)

Sérgio Santos Mendes (Niterói, 11 de fevereiro de 1941) é um músico e compositor brasileiro de bossa nova.

A primeira sensação ao ouvir “Timeless” é a lembrança constante das músicas da banda Black Eyed Peas. Mas que nada! Esse é o novo álbum do pianista brasileiro Sergio Mendes, conhecido nos Estados Unidos como “rei da bossa-nova”, um talento na mistura de ritmos, inclusive os brasileiros.

Talvez a sonoridade remeta à banda Black Eyed Peas pela carga hip hop, que ficou por conta de Will.I.Am, responsável pela produção do álbum, inaugurando o seu selo Will.i.am Music Group.

Com 15 músicas, o álbum é um projeto bem interessante e traz a fusão do hip hop com samba, bossa, jazz e R&B, renovando canções antigas como a primeira faixa do disco, “Mas que Nada”, de autoria de Jorge Ben Jor e “Bananeira” de João Donato, que lembra um rap latino.

Seguindo a linha hip hop, “Samba da Benção”, na voz de Marcelo D2, “Surfboard”, com um belíssimo arranjo de piano e “That Heat”, que parece sair de uma escola de samba.

As melodias são ousadas. Entre as mais tradicionais estão “Timeless”, faixa título que mostra um samba bem brasileiro com sonoridade eletrônica e cantado em inglês, e “E Menina (Hey Girl)”, muito agradável de se ouvir.

Outros estilos musicais brasileiros aparecem no disco, como na embolada “Fo?-Hop”, além de “Loose Ends” que, se prestarmos atenção, mais parece um samba de roda. Vale a pena ouvir esta miscelânea de sons do começo ao fim.

Ider Oliveira
Redação TDM (portal Terra)

Músicas deste CD

01. Mas Que Nada
02. That Heat
03. Berimbau/Consolação
04. The Frog
05. Let Me
06. Bananeira (Banana Tree)
07. Surfboard
08. Please Baby Don’t
09. Samba Da Benção (Samba Of The Blessing)
10. Timeless
11. Loose Ends
12. Fo?-Hop (Por Trás de Brás de Pina)
13. Lamento (No Morro)
14. E Menina (Hey Girl)
15. Yes, Yes Y’All

Para baixar este CD clique aqui ou nas capas 

Dr Dre - The Detox Chroniclez Vol 5

Dr. Dre (nome artístico de André Romelle Young; Compton, 18 de fevereiro de 1965) é um rapper, produtor musical e ator estadunidense. Surgiu na cena musical no fim dadécada de 1980 é um dos mais conhecidos de entre os produtores de rap da atualidade.


Músicas deste CD

01 – Dr Dre Intro (Prod By DJ AGE 01. Dr Dre Intro (Prod By DJ AGE)
02 – Kendrik Lamar Look Out For Detox (Detox Exclusive)
03 – Dr Dre, Snoop Dogg, The Game – Kush (Remix)
04 – Jay Rock Vs DJ AGE Kush (DJ AGE Remix)
05 – Crooked I & Horse Shoe Gang Vs Dr Dre West Coast Super Kush
06 – Dr Dre & Swizz Beatz Chillin (Detox Exclusive)
07 – Dr Dre & Ludacris MVP (Detox Exclusive)
08 – Ludacris OGz Theme (Detox Exclusive)
09 – Dr Dre, 2 Pac & Jay Z- Under Pressure (DJ AGE Remix)
10 – 2Pac & Dr Dre Under Pressure (Thug Life Remix)
11 – Crooked I, Dr Dre Under Pressure (C.O.B DJ AGE Remix)
12 – Dr Dre – Mr Prescription (Detox Exclusive)
13 – Eminem & Dr Dre Detox Spark
14 – Dr Dre – Turn Me On (Detox Exclusive)
15 – Dr Dre Vs Black & Mild Popped Off (DJ AGE Detox Remix)
16 – Dr Dre, T.I. – Shit Popped Off (Detox Exclusive)
17 – Dr Dre, T.I., Nas – Topless (Detox Exclusive)
18 – Dr Dre & Snoop Dogg Dre Day (DJ AGE Remix)
19 – Dr Dre, Eminem, Skylar Grey – I Need A Doctor (Detox Exclusive)
20 – Dr Dre & Kendrick Lamar Hiii Power (Detox Exclusive)
21 – Dr Dre & Bishop Lamont Rain (Detox Exclusive)
22 – Slim The Mobster & Jayo Felony Funeral Music (Detox Exclusive)
23 – Snoop Dogg Working On Detox
24 – Hayes & Dr Dre Down Ass Bitch (Detox Exclusive)
25 – Dr Dre, HittMann & Knoc’Turnal Bloww (Exclusive)
26 – Dr Dre, Snoop Dogg & Nate Dogg There They Go (R.I.P Nate Dogg Tribute)
27 – Dr Dre & Sam Sneed Hollywood (Detox Exclusive)
28 – Dr Dre & E A-SKI- Split Personality (Detox Exclusive)

Este CD está em torrent, clique na guia Baixando arquivos torrent e veja com baixar

Para baixar este CD clique aqui ou nas capa

Como baixar os arquivos torrent


O uTorrent é um dos primeiros nomes que vêm à cabeça de quem baixa arquivos da web. O programa que inovou ao oferecer um visual compacto e excelentes ferramentas que aproveitam de verdade a banda larga chega à sua terceira versão e apresenta uma série de novidades.
Mantendo recursos que deram certo, como o leitor de RSS, e aderindo novidades muito interessantes, como a possibilidade de instalar aplicativos no programa (no melhor estilo extensão de navegador), o uTorrent dá sequência em sua caminhada e mostra não ser por acaso o fato de seu nome ser sinônimo de downloads rápidos.
Descrição: uTorrent e sua nova interface
Ainda mais rápido
O que já era bom ficou ainda melhor. A partir desta versão, o uTorrent aprimorou a velocidade com que adiciona torrents com muitos arquivos à lista de download. Isso vai tornar ainda mais ágil o processo de iniciar uma nova transferência, também porque algumas falhas relacionadas ao consumo excessivo de memória foram corrigidas.
Link magnético pré-carregado
Recentemente, o The Pirate Bay, maior rastreador de torrents do mundo, anunciou que substituiria os tradicionais torrents por links magnéticos. O uTorrent (e a maioria dos outros aplicativos do gênero) também estão prontos para tal novidade, mas, desta vez, este programa traz outro recurso inteligente para trabalhar com este tipo de protocolo.
Descrição: Link magnético pré-carregado
Antes, quando você adicionava um link magnético, só tinha acesso ao seu conteúdo quando a transferência era, de fato, iniciada. Agora, o uTorrent pré-carrega o arquivo, permitindo a você saber qual o seu conteúdo antes mesmo de adicioná-lo à sua lista de downloads.
Transferência para dispositivos
Outra novidade do uTorrent é o sistema nativo de transferência de arquivos multimídia direto para outros dispositivos. Entre as opções suportadas estão smartphones e tablets com Android, iPhone, iPod, iPod Touch, iPad, AppleTV, PlayStation 3, Xbox 360 e ainda outros equipamentos certificados pela BitTorrent.
Streaming de conteúdo
Uma novidade bastante interessante aqui é a opção de transmissão de conteúdo. Enquanto você faz o download, dependendo do quanto já foi transferido para a máquina é possível visualizá-lo. Esse tipo de recurso já existe em aplicativos P2P, mas agora chega ao mundo dos torrents. Essa opção é extremamente útil para quem quer ter certeza de que está baixando o conteúdo correto.
Controle remoto
Se você estiver indo para a faculdade ou para o trabalho e quiser deixar o computador ligado para continuar algum download, poderá saber exatamente como estão os processos de transferência dos arquivos baixados. Isso graças ao serviço de controle remoto que foi adicionado à nova versão do uTorrent.
Descrição: Acesso pelo site remoto
Com ele torna-se possível acessar e controlar os downloads de qualquer lugar em que você esteja (desde que haja conexão com a internet). A maneira mais simples é por meio do site Remote.uTorrent, mas também é possível controlar tudo por um aplicativo disponibilizado para smartphones Android (ainda em fase de testes).
Para habilitar o acesso remoto é necessário seguir algumas rápidas instruções. Siga o caminho Opções > Preferências > Remoto. Em seguida, marque a caixa de seleção que está ao lado da opção “Habilitar Acesso uTorrent Remoto”. Depois, escolha um nome de usuário e uma senha. Quando acessar o site para controlar remotamente o aplicativo, insira-os novamente.
Central de aplicativos
Não são só a Apple, o Android e o Google Chrome que possuem uma central de aplicativos. O novo uTorrent vem com suporte para a instalação de uma série de aplicações extras que darão novas funções ao cliente de torrent. Os complementos são divididos nas categorias vídeo, áudio e podcast, e você pode ainda realizar buscas por apps.
Descrição: Central de aplicativos do uTorrent
Por meio dessas extensões você pode fazer download de músicas gratuitas, assistir a filmes independentes compartilhados por seus próprios criadores, visualizar um mapa global indicando de onde vêm os usuários em contato com você via download e upload, twittar informações sobre suas transferências e muito mais.
Um dos aplicativos mais interessantes disponível no novo uTorrent é o uMap. Com ele, você pode saber de onde estão vindo os arquivos baixados e até mesmo qual versão do aplicativo está sendo utilizada para enviar os dados.
Instalação
Durante a instalação, o uTorrent oferece também a adição de uma barra de ferramentas em seu navegador, bem como a definição de nova página inicial. Se você não quer aplicar tais alterações, desmarque as opções indicadas na imagem abaixo.
Descrição: Instalação


Existe outros programas que você pode usar para baixar os torrents, como o UTorrent, e o bitTorrent, eu particularmente utilizo o Utorrent, e o Ares, na internet você descobre vários outros, assim como utiliza-los, basta para isso fazer uma pesquisa no Google.

Programa Ares


Vá ao site "BAXAKI" e baixe o programa, clique no link abaixo


http://www.baixaki.com.br/download/ares-galaxy.htm

O Ares Galaxy é um compartilhador de arquivos que trabalha em rede descentralizada (P2P), permitindo a troca direta entre usuários. Com ele você pode buscar e copiar qualquer arquivo disponibilizado por outras pessoas, como músicas e vídeos.
Considerado por muitos como um dos melhores compartilhadores da internet, o Ares Galaxy fornece buscas rápidas a uma enorme quantidade de arquivos. Em uma interface muito intuitiva e que pode ser traduzida para o português, você digita palavras-chave e obtém em instantes o resultado dessa pesquisa.
Encontre o que você precisa
Seu sistema de download pesquisa automaticamente mais fontes do arquivo requisitado, permitindo baixar simultaneamente o mesmo arquivo de diferentes locais – fator positivo nesse tipo de programa, já que nem sempre o “dono” do arquivo requisitado está online e, caso isso ocorra, a transferência fica parada.

Assista aos vídeos baixados no player do Ares

Ares Galaxy possui um player acoplado ao sistema, permitindo a você pré-visualizar arquivos de áudio e vídeo enquanto são baixados, além de criar listas de reprodução com vídeos e músicas.
Veja os vídeos que estão sendo baixados
Esse recurso é interessante para os usuários que estão em dúvida se as músicas ou os vídeos encontrados no Ares realmente são aqueles que ele deseja. Já pensou em deixar seu computador horas e mais horas fazendo a transferência de um vídeo e, no momento de assistir a ele, deparar-se com outra história?
Além da pré-visualização do arquivo durante a transferência, você pode perfeitamente criar uma biblioteca de arquivos e ouvir seus sons ou assistir aos vídeos baixados sempre que desejar direto no player.

Converse com os demais usuários

O Ares também conta com salas de bate-papo da comunidade e o usuário é capaz de criar sua própria sala. Mais do que fazer novas amizades, você pode conversar com o dono do arquivo original, perguntando algumas informações básicas. Interatividade é um termo que descreve bem o Ares Galaxy, devido às novas tecnologias de informação e comunicação presentes neste software.
Bate papo entre os usuários

Limite de banda e de arquivos

Por meio do Painel de Controle, é possível limitar o número máximo e largura da banda (KB/s) para downloads e uploads. Desse modo, você pode dividir a banda com outras aplicações, garantindo que o desempenho de nenhum programa seja afetado. No fórum do software, você tira suas dúvidas, envia sugestões, relata problemas e fica sabendo das últimas atualizações.
Coloque limites de banda e número de arquivos
Quem procura um compartilhador de arquivos que realmente desempenha o processo de transferência com rapidez, principalmente de músicas e vídeos, vai encontrar no Ares Galexy uma das melhores opções do mercado.

Atualizações da versão

A última versão do Ares traz melhorias não só para o sistema, mas também suportes diferenciados para o usuário. Além de bugs e outras falhas que são acertadas a cada atualização (esta versão não trouxe mudanças na interface), agora o Ares Galaxy suporta download de torrents.
Esse suporte advém da parceria com o BitTorrent e faz com que o usuário possa baixar arquivos do protocolo torrent diretamente pelo compartilhador de arquivos. Não é mais preciso que você tenha dois programas para esse tipo de tarefa, já que o Ares dá conta do recado.
Baixe torrent no Ares
Além disso, outra boa novidade do programa é a parceria com o Shoutcast. Essa lista de rádios gratuitas agora está disponível através do Ares. Com ele, você escuta e curte estações de diversas localidades diferentes, sem a necessidade de acesso pelo navegador.
Por essas e outras, não é à toa que o Ares Galaxy está sempre entre os principais destaques na lista de downloads do Baixaki. As novidades falam por si mesmas e trazem cada vez mais confiança para usuários que baixam o programa. Baixe a última versão e confira as novidades!


Leia mais em: http://www.baixaki.com.br/download/ares-galaxy.htm#ixzz1wCDa1whC

quinta-feira, 24 de maio de 2012

Selah Sue - Selah Sue (2011)

Selah Sue, nascida Sanne Putseys (Leefdaal, 3 de maio de 1989) é uma cantora e compositora belga.
Seu álbum de estréia, Selah Sue (2011) vendeu mais de 400.000 cópias na Europa, sendo 200.000 apenas na França. Os singles "Raggamuffin", "Crazy Vibes" e "This World" tiveram considerável popularidade na Bélgica, França, Suiça e Holanda.
Em 2011, Selah Sue ganhou o prêmio principal no European Border Breakers Awards,(EBBA). Em janeiro de 2012, foi novamente premiada, agora com a escolha do público.
Na minha opinião, apesar de ter classificado este CD como "Soul and Funk", ele é uma viagem entre os ritmos da Black Music, baixe o CD e confira.

Músicas deste CD

01. This World
02. Peace Of Mind
03. Raggamuffin
04. Crazy Vibes
05. Black Part Love
06. Mommy
07. Explanations
08. Please
09. Summertime
10. Crazy Sufferin Style
11. Fyah Fyah
12. Just Because I D

O CD está em torrent, você vai precisar de um programa para poder abrir o arquivo, vá ao "Baxaki" e baixe o programa "Ares" e instale em seu computador. Futuramente colocarei um tutorial sobre todo o processo. Clique aqui e veja como instalar o programa ares em seu computador


Para baixar este CD clique aqui ou na capa

Tanya Stephens - Infallible 2010

Vivienne Tanya Stephens , mais conhecida pelo seu nome artístico de Tanya Stephens (nascida em 02 de julho de 1973, Kingston, Jamaica ) é uma influente artista reggae que surgiu no final dos anos 1990. Stephens é mais conhecida por seus hits "Yuh Nuh Ready Fi Dis Yet" - o single mais tarde foi apresentado na coletânea Reggae Gold 1997 - e "It's a Pity", que deu a Tanya reconhecimento internacional. 

Se você gosta de um bom raggamuffin, recomendo que ouça este CD.

Músicas deste CD

01. Intro Spection
02. Train On Thoight (Get On It)
03. No Strings Attached
04. Bury A Bone
05. Luv At First Grind
06. Siddung Pon It
07. Kiss My Brain
08. Itty Bit O’money
09. Illusion
10. Still Alive
11. No Means No
12. 4 Da Pain
13. Infaillible
14. Just For Me
15. More Than I Love You
16. Try Me
17. Turn It Up
18. Pull Up 

Para baixar este CD clique aqui ou nas capas

terça-feira, 22 de maio de 2012

Cry-Baby- Trilha sonora original- 1990

Cry-Baby (br: Cry-Baby / pt: Quem Não Chora Não... Ama) é um filme estadunidense de 1990, uma comédia dirigida por John Waters.

Wade "Cry Baby" Walker (Johnny Depp)
 é um bad boy líder de um grupo que vive em Baltimore, na década de 1950. Ele acaba apaixonando-se por Allison Vernon-Williams, uma jovem rica que é criada pela avó, Sra. Vernon-Williams, que o considera um delinquente juvenil e não quer vê-lo junto da neta. Além disto, Baldwin, o namorado de Allison, que é líder dos "quadrados" (grupo do qual a garota faz parte), acaba liderando uma guerra contra a gangue de Wade.

Este é o primeiro filme músical da carreira do astro "Johnny Depp"

Músicas deste disco 

01 - James Intveld - King Cry-Baby.mp3
02 - Baldwin and the Whiffles -  Sh-Boom.mp3
03 - James Intveld - Doin' Time for Being Young.mp3
04 - Rachel Sweet - A Teenage Prayer.mp3
05 - Rachel Sweet - Please Mr. Jailer.mp3
06 - The Honey Sisters - Cry Baby.mp3
07 - James Intveld - Teardrops Are Falling.mp3
08 - Bull Moose Jackson - Nosey Joe.mp3
09 - Baldwin and the Whiffles - Mr. Sandman.mp3
10 - James Intveld - High School Hellcats.mp3
11 - The Jive Bombers - Bad Boy.mp3
12 - Shirley and Lee - The Flirt.mp3
13 - The Students - I'm so Young.mp3
14 - Nappy Brown - Pitter Patter.mp3
15 - Little Esther - I'm a Bad Bad Girl.mp3
16 - Earl Bostic - Jungle Drums.mp3
17 - The Jive Bombers - Cherry.mp3
18 - The Chips - Rubber Biscuit.mp3
19 (bonus) Nick Curran - women & cadillacs.mp3
20 (bonus) The Crows - Gee.mp3

Para baixar este disco clique aqui ou nas capas

Grease, Nos tempos da brilhantina- 1971

Atendendo a pedidos, mais um clássico em matéria de trilha sonora.

Grease é um musical criado por Jim Jacobs e Warren Casey em 1971. Seu nome vem de uma subcultura de jovens trabalhadores norte-americanos conhecidos como "greasers", gangues de rua existentes no nordeste e no sudeste dos Estados Unidos nos anos 50. O estilo de vida destes jovens tornou-se popular entre a juventude americana devido à seu aspecto de rebelião aos modos e costumes.
A peça se passa em 1959, na fictícia 'Rydell High School' - baseado nas experiências de Jacobs na William Taft High School, em Chicago - e segue a vida de dez adolescentes e sua realidade de namoros, amores, carros e drive-ins. Os temas musicais procuram seguir os sons dos primórdios do rock and roll.
Na montagem original da peça na Broadway, que quebrou todos os recordes de longevidade, Greasie era um musical duro, rude, vulgar e agressivo, que foi sendo domesticado e higienizado nas montagens posteriores. O enredo aborda questões sociais como gravidez adolescente e violência entre gangues, amor, amizade, rebelião, descobertas sexuais e conflito de classes.
Estreando em Chicago em 1971 e na Broadway em 1972, ele tornou-se um sucesso tanto nos palcos como na adaptação cinematográfica, mas o argumento original foi sendo mudado drasticamente e seus personagens juvenis tornaram-se menos característicos da cidade e mais genéricos. Ao encerrar sua carreiras nos palcos nova-iorquinos, em 1980, depois de 3.338 apresentações, Grease tinha se tornado o musical de maior duração da história da Broadway, recorde que viria a perder três anos depois, suplantado por A Chorus Line.
Grease tornou-se um sucesso mundial, com uma longa temporada no West End de Londres e versões ao redor do mundo, um filme campeão de bilheteria, duas remontagens bem sucedidas em 1994 e 2007 na Broadway, e virou tema de centenas de representações em grupos de teatro amador, escolas secundárias e estudantes de arte dramática em universidades americanas. Se você nunca assistiu ao filme, eu recomendo.

Músicas deste CD

01. Grease - Frankie Valli
02. Summer Nights- John Travolta
03. Hopelessly Devoted to You- Olivia Newton-John
04. You're the One That I Want- John Travolta
05. Sandy - John Travolta
06. Beauty School Dropout - Frankie Avalon
07. Look At Me, I'm Sandra Dree - Stockard Channing
08. Greased Lightning- John Travolta
09. It's Raining on Prom Night- Cyndi Bullens
10. Alone at the Drive-in Movie - Instrumental
11. Blue Moon - Sha-Na-Na
12. Rock n' Roll is Here to Stay - Sha-Na-Na
13. Those Magic Changes- Sha-Na-Na
14. Hound Dog - Sha-Na-Na
15. Born to Hand Jive- Sha-Na-Na
16. Tears on My Pillow - Sha-Na-Na
17. Mooning- Louis St. Louis & Cyndi Bullens
18. Freddy, My Love- Cyndi Bullens
19. Rock n' Roll Party Queen- Louis St. Louis
20. There Are Worse Things I Could Do- Stockard Channing
21. Look at Me, I'm Sandra Dee - Olivia Newton-John
22. We Go Together- John Travolta
23. Love is a Many-Splendored Thing - Instrumental
24. Grease - Frankie Valli

Para baixar este CD clique aqui ou nas capas


Saturday Night Fever - 1977 (Os embalos de sábado a noite)

Atendendo a pedidos:

Saturday Night Fever (Os Embalos de Sábado à Noite) é um filme de 1977, dos gêneros drama e musical, dirigido por John Badham. Se você nunca assistiu ao filme, eu recomendo.

 Prefácio do filme

Tony Manero (personagem de John Travolta) é um jovem que vive no Brooklin. Ele é um excelente dançarino de disco music e só fica feliz nos fins de semana, depois de passar a semana trabalhando em uma loja de tintas. Enquanto se prepara para participar de um concurso em uma discoteca, ele vive uma crise amorosa.
Tony acabando vencendo o concurso mas não fica satisfeito por saber que o segundo colocado é, em realidade, superior a ele e só não levou o prêmio por ser latino.
O filme transcorre mostrando as picardias de Travolta e seus colegas tudo passando como uma expectativa do grande torneio que ao final se mostra uma experiência vazia para ele.


Músicas deste CD
 "Stayin' Alive" - Bee Gees - 4:45
"How Deep Is Your Love" - Bee Gees - 4:05
"Night Fever" - Bee Gees - 3:33
"More than a Woman" - Bee Gees - 3:17
"If I Can't Have You" - Yvonne Elliman - 3:00
"A Fifth of Beethoven" - Walter Murphy - 3:03
"More Than a Woman" - Tavares - 3:17
"Manhattan Skyline" - David Shire - 4:44
"Calypso Breakdown" - Ralph MacDonald - 7:50 (*)
"Night on Disco Mountain" - David Shire - 5:12
"Open Sesame" - Kool & the Gang - 4:01
"Jive Talkin'" - Bee Gees - 3:43 (*)
"You Should Be Dancing" - Bee Gees - 4:14
"Boogie Shoes" - KC and the Sunshine Band - 2:17
"Salsation" - David Shire - 3:50
"K-Jee" - MFSB - 4:13
"Disco Inferno" - The Trammps - 10:51
 

 

segunda-feira, 21 de maio de 2012

Tânia Alves- Todos os forrós- 2000

Seu mais recente trabalho foi na novela Araguaia, de Walther Negrão, na Rede Globo.[4]
A atriz também atua como empresária desde 1999 e é mãe da também atriz Gabriela Alves, com quem divide a administração de um spa em Nova Friburgo.


Músicas deste CD
 
01 – De Noite Na Cama
02 – Vai E Vem
03 – Quando Bate O Coracao
04 – Cumade E Cumpade
05 – Meu Bombom
06 – Amor que Fica
07 – Nao Lhe Solto Mais
08 – Xote da Internet
09 – Por Debaixo dos Panos
10 – ETA Vida Boa
11 – Nois E Jeca Mais E Joia
12 – Beijar E Bom
13 – Tatuagem
14 – Massa, A


domingo, 20 de maio de 2012

Anicéto- O partido alto de Aniceto e Campolino- 1977

Aniceto de Menezes e Silva Júnior o Aniceto do Império (Rio de Janeiro, 11 de março de 1912 — Rio de Janeiro, 19 de julho de 1993) foi um dos fundadores da escola de samba Império Serrano.
Sua data de nascimento oficial é 22 de março, devido à demora de seus pais, o estofador e lustrador Aniceto de Menezes e Silva e a dona-de-casa Crispiana Braga de Menezes da Silva, em registrá-lo.

Aniceto de Menezes e Silva Jr nasceu no bairro do Estácio.
Devido à sua facilidade de expressão, seus professores consideravam que ele prejudicava as aulas, devido a suas intervenções acima da média das de seus colegas. Deixou os estudos em 1926, antes de completar o primário. No Império Serrano, onde teve o cargo de orador oficial da escola.
Aniceto dividia sua vida entre o samba e o Cais do Porto, onde era estivador e o líder do Sindicato dos Arrumadores. O Cais do Porto era uma área de malandragem, onde vários sambistas trabalhavam, por serem de origem negra ou pobre. Aniceto se reunia com os outros sambistas, depois do horário do trabalho, para cantar sambas batucadas ou duros, sempre terminando num gostoso partido alto, com o destaque do próprio, que mandava seus versos de improviso, que eram admirados por todos os presentes[1]).
Pouco antes de morrer, Aniceto foi entrevistado para o documentário Fio da Memória. Tratava-se da sua última performance, pois quando lhe perguntaram sobre o seu estilo de samba baseado em improviso (Partido Alto), começou a compor versos em ritmo de entrevista, encabulando o repórter, que por sua vez, preferiu mudar de assunto. Foi-lhe indagado sobre sua doença - diabetes -, ele deixou entender que não se lamentava, e até deu graças a Deus por isso. Como justificativa finalizou dizendo: "Ele (Deus) sabe o que faz e eu não sei o que quero".
Já cego, faleceu em 1993.

Músicas deste disco

01- Segredos de Tia Romana
02- Quem tem, tem
03- Um bocadinho só
04- Mocinho Cantador
05- Na Volta do Novelo
06- Zé Ciumento
07- Raize da África
08- Indesejável Mulher
09- Atrox Cativeiro
10- Maria Sara
11- João do Rosário
12- Vacilação não dá pé

Clique aqui ou nas capas para baixar este disco


quarta-feira, 9 de maio de 2012

Karyn White- 1988

Sem dúvida uma das cantoras mais executada nos bailes no ano de 1988, não havia uma festa onde a música " Superwoman " não fosse executada, porem este disco têm outras baladas muito interessantes da cantora. DJ Dejota 

Músicas deste disco
01 The Way You Love Me  
02 Secret Rendezvous      
03 Slow Down                    
04 Superwoman                 
05 Family Man 
06 Love Saw It 
07 Don't Mess With Me       08 Tell Me Tomorrow 
09 One Wish
 

sábado, 5 de maio de 2012

O DJ

Um disc jockey ou disco-jóquei[1] (DJ ou dee jay) é um artista profissional que seleciona e roda as mais diferentes composições, previamente gravadas para um determinado público alvo, trabalhando seu conteúdo e diversificando seu trabalho em radiodifusão em frequência modulada (FM), pistas de dança de bailes, clubes, boates e danceterias.
Disco-joquéi foi e é utilizado para descrever primeiramente a figura do locutor de rádio que introduziam e tocavam discos de gramofone, posteriormente, o long play, mais tarde compact disc laser (CD) e atualmente, empregam o uso do mp3. O nome foi logo encurtado para DJ. No Brasil, a abreviação é pronunciada erroneamente, em relação a sua derivação original (o inglês), sendo mencionado de forma "aportuguesada" por jornalistas, radialistas e não-profissionais, como "djidjêi". Uma contaminação causada, principalmente, pela popularidade do grupo Mamonas Assassinas em 95, onde o vocalista Dinho, em imitação nordestina, pronuncia a abreviação DJ, dessa forma. Hoje, diante dos numerosos fatores envolvidos, incluindo a composição escolhida, o tipo de público alvo, a lista de canções, o meio e o desenvolvimento da manipulação do som, há diferentes tipos de DJs, sendo que nem todos usam na verdade discos, alguns podem tocar com CDs, outros com laptop (emulando com softwares), entre outros meios. Há também aqueles que mixam sons e vídeos (VJs), mesclando seu conteúdo ao trabalho desenvolvido no momento da apresentação musical. Há, no entanto, uma vasta gama de denominações para classificar o termo DJ.

Técnicas e estilos

No rádio, os DJs contribuíram para a consolidação do movimento Rock and Roll a partir da segunda metade dos anos 50, como a maior manifestação cultural da juventude do século XX; nomes de artistas tão díspares como Elvis Presley e The Beatles, não teriam alcançado o estrelato se não fosse o empenho dos DJs originais. Nessa mesma época começavam a surgir os DJs jamaicanos, conhecidos como seletores, que inicialmente tocavam principalmente discos estadunidenses de R&B nos sistemas de som, e faziam sucesso principalmente entre a população menos privilegiada que não tinha condições de ter rádio ou toca-discos.
Com o advento da discoteca em meados dos anos 70, os DJs também ganharam fama fora do rádio e foram para as pistas de dança. Nas pistas, os DJs que atuaram até o meio da década de 1990 utilizavam apenas discos de vinil em suas apresentações. Em que pese o fato de já existirem CDs antes disso, não havia equipamentos que permitissem o sincronismo da música entrante com a música em execução (ajuste do pitch para posterior mixagem). A forma como esta ação de mixagem é realizada, aliás, é o principal diferencial entre os profissionais desta área.
Um DJ tem a percepção musical de saber quais composições possuem velocidades (mensuradas em batidas por minuto) próximas ou iguais, de forma que uma alteração em um ou dois por cento da velocidade permite com que o compasso das mesmas seja sincronizado e mixado, e o público não consiga notar que uma faixa está acabando e outra está iniciando, pois as duas faixas estão no mesmo ritmo, métrica e velocidade.
DJs das décadas de 1980 e 1990 sincronizavam a composição mixada (entrante) regulando a velocidade do prato do toca-discos, com o cuidado de fazer com que a agulha não escapasse do sulco do vinil (que na prática faz com que a música "pule") e também com que o timbre da voz da música não ficasse, por demais, alterada com a velocidade muito alta ou muito baixa do prato. Esta alteração da velocidade era possível em toca-discos que possuem o botão chamado pitch. O toca-disco mais famoso, nesta época, era o Technics SL-1200 MK-2, que até hoje é vendido e procurado por profissionais e amantes do vinil pela robustez e força que o seu motor de tracção directa apresenta.
Após a popularização do CD, fabricantes como Pioneer, Technics e Numark desenvolveram aparelhos do tipo CD player com recursos próprios para DJ. Conhecidos como CDJs, possuem botões especiais para alteração de pitch, de retorno da faixa, de marcação de ponto (efeito cue) e looping. O timbre da música passou a ser controlado (opcionalmente) por um acionador específico, normalmente conhecido como Master Tempo. Com este recurso, mesmo que a composição esteja extremamente acelerada (ou desacelerada), o timbre da voz, teclados, guitarras, etc. é mantido, driblando de certa forma a capacidade de percepção do público, em notar que determinado som está tocando em velocidade diferente da normal. Além disso, não há mais o risco de o disco pular, apesar de o cuidado em se limpar as mídias de CD ser o mesmo, pois uma mancha em uma mídia óptica pode prejudicar e até interromper a canção em execução. Outra facilidade destes equipamentos é marcar o ponto de início da música (designado cue point). Assim, um DJ com um simples toque no botão pode retornar ao ponto de partida poucos segundos antes de mixar a música sobre a que está sendo executada.
Atente-se aqui para o fato de que, além do talento musical obrigatório a um DJ em se conhecer aproximadamente o tempo das composições que ele pretende mixar durante sua apresentação, o mesmo também deve conhecer onde, quando e se uma composição ou determinada versão desta possui uma região (geralmente sem vocal, com batidas secas e pouco ou nenhum aparecimento de guitarras e teclados) popularmente conhecida como quebrada, onde é possível entrar a próxima composição sem que o resultado fique confuso (com dois vocais de canções diferentes "falando" ao mesmo tempo, por exemplo). Este capricho é obrigatório para profissionais que fazem mixagens ao vivo, tanto com vinil quanto com CDs.
O DJ é, no fim das contas, um animador de eventos. Este deve conhecer canções o suficiente para saber como e quando mixá-las, deve sentir a vibração do público que o está ouvindo, e saber mudar um estilo na hora certa, para que a pista não esvazie. Deve ser o mais eclético possível, ou deixar bastante claro ao seu público e ao seu contratante qual é seu estilo ou tendência. Existem DJ especializados em raves. Outros, que se dedicam a canções que já fizeram sucesso a oito, dez ou vinte anos atrás.

Compactos

As versões das canções que um DJ utiliza não são, geralmente, as mesmas versões que normalmente se ouve em videoclipes ou estações de rádio. Para cada nova canção que é lançada no mercado, desde a década de 1970, a gravadora lança um disco (ou CD) específico, denominado compacto, para aquela canção. No caso do vinil, um compacto também pode ser de sete polegadas, dez polegadas ou doze polegadas. Em CD, este é conhecido como 5 (cinco) polegadas. Um compacto é um vinil ou CD que possui uma mesma canção em várias versões, produzidas especialmente para mixagens ou amantes de versões alternativas. Enquanto uma versão normal de canção possui normalmente de três a quatro minutos de duração, uma versão de compacto pode durar até quinze minutos, com grandes introduções, quebradas, edições, reprises de vocal etc.. Estas versões alteradas também são conhecidas como remixagens, versões 12, versões club, versões estendidas e dub. Um compacto também pode conter versões instrumentais e a cappella. Enquanto um álbum de coletânea de determinado artista pode possuir um nome qualquer, um compacto sempre tem o nome da canção que nele está gravada, mesmo que o disco tenha apenas uma versão da canção que o nomeia.

Composição digital

Já no fim do século XX, com a popularização do formato MPEG-1 layer 3 (popularmente conhecido como MP3) para canções digitais, de programas de compartilhamento de arquivos como o Napster e o surgimento de programas de edição musical, surgiu uma nova casta de editores musicais auto-denominados DJs. Apesar de estes possuírem, as vezes, até certo talento para música, pois precisam alterar uma faixa para mixar na anterior, tem seu trabalho extremamente facilitado e, portanto, não são bem vistos por profissionais que executam seu trabalho ao vivo em clubes, casas, discotecas e eventos. Ex:DjPimento007
A mixagem em computador é feita de forma caseira, e não há o julgamento do público ao trabalho sendo feito ao vivo. O que o público irá ouvir é uma mixagem feita em estúdio e já gravada. Caso uma canção seja alterada e mixada com a anterior, mas o resultado não seja o esperado pelo editor (timbres, batidas ou compassos dessincronizados, por exemplo), a ação de mixagem pode ser desfeita e refeita quantas vezes forem necessárias. Assim, o resultado final é uma mixagem tão perfeita quanto artificial.
Porém, grandes DJs também fazem uso destes programas para criação de sequências de múltiplas canções denominadas megamixes, de participações de curta duração em programas de rádio e até mesmo de novas versões dessas canções, que não existam em seus respectivos compactos.
Existem hoje em dia softwares capazes de simular na tela de um computador dois toca discos ou cdjs e um mixer, com inúmeros recursos iguais ou até superiores aos melhores equipamentos,além de alguns poderem ser baixados gratuitamente pela internet,esses softwares estão se popularizando por serem uma alternativa a quem deseja discotecar e não pode investir muito.

Acima de tudo, tem que ter muito conhecimento musical, de preferencia em mais de um estilo.