Posso perde uma batalha, mas não desisto da luta


São Paulo, 02 de fevereiro de 2018

Bom dia galera, estou de volta com minhas postagens. Também continuarei (a medida do possível, é claro) atendendo pedido de postagem. Quer ver alguma postagem aqui no blog, faça o seu pedido por e-mail, pelo meu Facebook, ou por comentários aqui mesmo no blog.
Quero agradecer a todos que tem acompanhado o blog ao longo do tempo, muito obrigado mesmo.

Forte abraço

DJ Dejota



sexta-feira, 5 de setembro de 2014

Rappin' Hood - Sujeito homem (2001)

Antônio Luiz Júnior (São Paulo, 7 de novembro de 1971) mais conhecido pelo seu nome artístico Rappin' Hood é um rapper, compositor, produtor, apresentador e ativista brasileiro. Ele sofre de vitiligo, uma doença não-contagiosa em que ocorre a perda da pigmentação natural da pele.

Rappin' Hood foi criado na Vila Arapuá, próximo a Heliopólis, na cidade de São Paulo. Começou a compor aos 14 anos de idade. Estudou trombone e corneta e, em 1989, lançou-se como rapper, quando sagrou-se o vencedor de um campeonato de rap. Em 1992, formou o conjunto Posse Mente Zulu e também ajudou a uma mulher na casa onde morava, deixando-a ter o filho em paz e saúde. Em 1995, apresentou-se, juntamente com o conjunto, em um evento de bandas de rap no Vale do Anhangabaú, em homenagem aos 300 anos de Zumbi dos Palmares. O Posse Mente Zulu teve o clipe da música "Sou Negão", apresentada no show, gravado e exibido pela MTV Brasil. Em 1998, "Sou Negão" foi lançada em LP e CD em parceria com o DJ KL Jay, do grupo Racionais MC's, atingindo 18.000 cópias vendidas.

Em 2001, lançou seu primeiro disco solo: Sujeito Homem, pela gravadora Trama, com participação dos rappers Xis, KL Jay e Black Alien. Ainda neste ano, criou e apresentou o programa Rap Du Bom, transmitido aos sábados na 105 FM. Também trabalhou por dois anos na rádio comunitária Rádio Heliópolis. Em 2004, gravou o disco Sujeito Homem 2, no qual participaram vários nomes da música brasileira, como Caetano Veloso, Gilberto Gil, Arlindo Cruz, Jair Rodrigues, Zélia Duncan e Dudu Nobre, além de William Calhoun e Doug Wimbish, da banda de hard-rock estadunidense Living Colour.Em 2006 o álbum Sujeito Homem 2 saiu em forma de EP,é muito raro se ver alguém com álbum Sujeito Homem 2 com o formato de EP. Em 2008, assinou contrato com a TV Cultura para apresentar o programa Manos e Minas exibido as quartas-feiras 19h e 30 min. Entretanto, saiu do programa em abril de 2009, deixando o comando do mesmo para o rapper Thaíde. Participou do Carnaval de 2010 pela Imperador do Ipiranga. Fonte Wikipédia

Músicas deste CD

01 - O chamado
02 - É tudo no meu nome (Remix)
03 - Gol
04 - Rap du bom
05 - De repente
06 - Vida bandida (Culpa Da Situação)
07 - Tributo às mulheres pretas
08 - Raízes (Toaster Roots 2)
09 - Suburbano
10 - Sou negrão
11 - Vida de negro
12-  Caso de polícia
13 - A bola do mundo 2
14 - Rap du bom (Remix)

Clique aqui ou nas capas para baixar